Arquivo | fevereiro 2013

Saiba como deixar suas plantas muito bem hidratadas enquanto você curte o feriado de carnaval sem preocupações

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com

Carnaval chegou e as malas já estão prontas. São quatro dias fora de casa.

E as plantas? O que fazer com elas?

Não se desespere. Vou explicar aqui algumas maneiras de mantê-las lindas, mesmo quando você não está perto para cuidar delas.

A primeira providência é jamais encharcar a terra. A planta só absorve o que realmente necessita. O restante da água irá para o fundo do vaso e pode, inclusive, transbordar para o pratinho. Além de apodrecer as raízes e até matar a planta, você ainda corre o risco de criar um ‘hotel’ para mosquitos da dengue.

Uma alternativa é deixar as plantas em locais com umidade natural. Varandas são sempre boas opções. Gotejadores também são úteis quando você está ausente e são facilmente encontrados em lojas especializadas. Com formatos semelhantes aos frascos de soro, costumam custar bem baratinho. Existe ainda um suplemento de irrigação em forma de gel que é colocado na base da planta para liberar umidade.

Se você não quer (ou não pode) usar nenhuma das opções acima, há uma solução bem mais simples (veja abaixo e também na galeria um guia passo a passo).

1- Escolha uma garrafa pet com plástico duro e de tamanho adequado para a sua planta.

2- Retire a tampa a faça um furo mediano. Cuidado com o tamanho, porque a água deve ter escoamento controlado.

3- Coloque água na garrafa em quantidade suficiente para durar os dias de sua ausência, mas não encha totalmente.

4- Faça um buraco na terra para você poder encaixar a garrafa.

5- Coloque a garrafa na terra e verifique se está bem encaixada e firme.

6- Faça um pequeno furo na base da garrafa para eliminar a pressão.

Escolha o vaso ideal para deixar sua planta mais bonita

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com

A primeira coisa que pensamos quando queremos plantar algo é: qual o vaso certo?

Especialista no assunto, Jorge Antônio da Fonseca, jornalista que atua no setor há 38 anos, dá algumas dicas importantes na hora de comprar o vaso ideal para sua planta.

Vasos de fibra de Coco – Usado para samambaias, renda portuguesa e orquídeas, além de plantas de clima tropical e que requerem mais umidade. Este tipo de vaso é o substituto do xaxim (espécie está ameaçada de extinção e sua extração foi proibida em todo o Brasil). O ideal antes do uso é deixa-lo dentro d’água por cerca de 15 dias. A fibra de coco contém potássio, cálcio, magnésio, ferro e fósforo. A adubação para este tipo de vaso deve ser a torta de mamona ou outro tipo de adubo, como o esterco. O ideal é mantê-lo sempre úmido.

Vasos plásticos – São mais práticos e não precisam de limpeza periódica. Para as pessoas que adoram plantas, mas têm muito tempo para cuidar delas, é o mais indicado. Este tipo de vaso pode receber a maioria das espécies, exceto aquelas em que as raízes se desenvolvem mais rapidamente. Ideal para plantas de pequeno porte, sem necessidade de transferências para vasos maiores.

Vasos de barro ou cimento – Esteticamente mais bonitos, eles mantêm a umidade da planta, fazendo com que elas transpirem mais facilmente. Existe uma grande variedade nos formatos. Eles podem ser utilizados para qualquer espécie de planta. O ideal é manter sempre limpo, porque a umidade por ajudar no crescimento de musgos. Alguns modelos têm furos, ideais para o cultivo de orquídeas.