Arquivo | junho 2012

Jardim da praia de Santos: um 'pulmão' com 218 mil m²

Como santista de nascimento, não poderia deixar de falar sobre a importância do Jardim da Orla de Santos para a cidade e também para os santistas. Colorido durante todo o ano, com dezenas de flores e folhagens, o espaço tem 218.800m², 5.335 metros de extensão, espalhados em sete quilômetros de praias.

Segundo o chefe do Departamento de Parques e Áreas Verdes (DEPAV) da Prefeitura de Santos, João Cirilo, “esta imensa área verde, a maior da cidade, é considerada o pulmão santista, porque atua diretamente na captação de co2 (gás carbônico), auxilia na dispersão de poluentes e na permeabilidade de solo, reduz o calor, favorece a fauna local, além de elevar o bem estar dos frequentadores, com influência direta na qualidade de vida”.

O projeto foi idealizado pelo engenheiro e sanitarista Francisco Rodrigues Saturnino de Brito em 1914, mas as primeiras obras começaram na década de 1920, com o plantio dos primeiros Chapéus-de-Sol (Terminalia catappa), uma das árvores mais comuns na cidade.

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

Somente na década de 1960 o traçado definitivo tomou forma e as espécies que iriam compor o jardim foram selecionadas, com base em aspectos climáticos e o efeito estético pretendido. “As plantas deveriam evitar a obstrução visual da praia e, ao mesmo tempo, possibilitar um movimento vertical, criando uma verdadeira moldura vegetal para o horizonte marítimo”, explica João Cirilo.

Em 2001, após um levantamento detalhado, entrou para Guinness Book – o livro dos recordes – como o maior jardim de praia do mundo (Guiness World Records. 2001. p.196)

Atualmente, o Jardim da Orla de Santos tem 920 canteiros, com cerca de 82 espécies de plantas em toda a extensão e 1.746 árvores/palmeiras na área ajardinada. Passa por manutenção periódica, da qual participam 25 funcionários da Prefeitura, entre engenheiros agrônomos, encarregados, jardineiros, podadores, ajudantes gerais e micro-tratoristas.

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

As plantas ornamentais são escolhidas pela resistência à salinidade e ao vento sul. As mais caracteristicas são: biris, lírios amarelos, iris, moreias, alamandas, agapantus, crinus, lírios da paz e dracenas. A maior parte do gramado é da espécie São Carlos (Axonopus compressus) e recebe aparo semanal com tratores. Todos os resíduos do corte são utilizados no próprio jardim como adubação orgânica.

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

Imagens (Arquivo pessoal)

Jardins da orla de Santos

“Quem observa o Jardim da Orla de Santos sempre verá uma novidade, porque ele tem vida, movimento, não é estático. Desperta os sentidos do ser humano, no toque, no cheiro e no olhar. Cada passo é uma descoberta de tonalidades, texturas e odores diferentes”, conclui Cirilo.

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com

Anúncios

Bloemenmarkt: o famoso mercado flutuante de Amsterdã

Nesta semana fui surpreendida por imagens de um local que me deu uma vontade enorme de viajar.

Minha amiga Ana Flavia Pinheiro foi passear no famoso Bloemenmarkt o mercado das flores que fica na Rua Singel, em Amsterdã, na Holanda, e lembrou do Flores de Lulu.

Ana conta que este mercado incrível é formado por uma sequência de casinhas flutuantes (vejam as fotos). Foi criado em 1860, quando produtores de flores ancoravam seus barcos às margens do canal Singel para comercializar as plantas. É um dos lugares mais tradicionais da cidade.

No Bloemenmarkt (mercado das flores, em holandês) é possível encontrar muitas espécies de bulbos (parecem batatas), sementes, cactos e flores.

As mais populares são as Tulipas, claro. Orquídeas, Begônias e Amarilis também se destacam.

Segundo Ana Flavia, “apesar do desfile das celebridades, o que me encantou mesmo foi a flor de lotus” (vejam a foto 36 da galeria abaixo).

O mercado fica aberto o ano todo, de segunda a sábado das 9h às 17h30, e aos domingos das 11h às 17h30.

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com

As tulipas da Eurocopa 2012

Você que é amante do futebol internacional deve estar adorando acompanhar os jogos da Eurocopa 2012.

Estádios fenomenais, lances espetaculares, o show da torcida, as imagens em super câmera lenta e os maiores jogadores do mundo. Tudo isso reunido na TV (principalmente para que tem HD) é ótimo.

Agora, ‘futebolices’ à parte, você já parou para observar o símbolo da Eurocopa deste ano?

A logomarca foi criada pela Brandia Central, uma agência de publicidade portuguesa especializada em design que tem, inclusive, um escritório em São Paulo.

O chefe da equipe de design da Brandia, Hélder Pombinho, disse em entrevistas que o símbolo foi inspirado na wycinanka, uma técnica comum nas áreas rurais de Polônia e Ucrânia (as duas anfitriãs do campeonato) que usa papel para fazer adornos em forma de flores.

Neste trabalho são duas Tulipas, com as cores de cada país. Entre elas, a bola de futebol com a mesma forma das flores. Dentro delas, uma representação do ser humano. Tudo unido no mesmo caule.

Super bonito e muito criativo. Uma prova de que futebol e flores podem conviver e até se ‘relacionar’.

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com

Dar flores no Dia dos Namorados não é óbvio, é fundamental

Receber flores deixa meu dia mais feliz.

Elas são sempre bem-vindas em qualquer situação e não poderiam ser presente melhor no Dia dos Namorados.

Não pense que dar flores a alguém é piegas ou antigo.

Seja um botão de rosa, uma flor ‘roubada’ de um jardim ou um grande ramalhete, o que vale é lembrar todos os dias de quem nos ama.

Isso aconteceu hoje comigo. Fui surpreendida com um lindo buquê de rosas. Vejam as fotos.

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com

Orquidário de Santos reabre as portas após reformas

Após três anos de espera, a cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo, pode voltar a apreciar um de seus principais pontos turísticos e também uma das maiores referências do município: o Orquidário Municipal.

O parque – inaugurado em 1945 para exposição do acervo de Julio Conceição, que reunia cerca de 90 mil orquídeas – foi reinaugurado no último dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, com novos espaços, alamedas renovadas e infraestrutura muito melhor para receber visitantes, estudantes e pesquisadores. O local ganhou mais 2 mil m² e passa a ter 24.240 mil m².

Segundo a veterinária Lígia Cremonesi, coordenadora do Orquidário, o local abriga aproximadamente 450 animais e mais de 1.500 árvores e arbustos de diversas espécies, entre elas o ipê-roxo e o pau-brasil.

Uma das novidades é o mostruário de orquídeas. Este novo espaço tem cerca de 100 m², é muito arejado e abusa da luz natural. Uma cachoeira construída ao fundo deu um toque especial. De acordo com a bióloga Cecília Furegato, a maior parte das orquídeas que estão plantadas neste novo mostruário deve florescer em novembro.

No Centro de Zoologia, que já existia, agora funciona também um hospital veterinário, que ganhou novos equipamentos e tem oito espaços para tratamento dos animais – com UTI, dois ambulatórios, uma sala cirúrgica, duas para internação, além de farmácia, espaço para radiografias, uma ala de necropsia, maternidade e berçário.

O prédio administrativo é totalmente novo e terá um auditório onde serão ministrados cursos e palestras.

Visitei o Orquidário de Santos neste feriado e, apesar da chuva, comprovei que as mudanças merecem elogios. Um dos destaques é o jardim sensorial, onde você pode sentir aromas e texturas das mais variadas plantas. Também chamou a atenção o terrário, local especialmente construído para um jacaré, que repousava tranquilamente.

Conheci também uma família de micos-estrela, atobás, gatos do mato, veados, além das cutias e dos pavões, que andam livremente por todo o parque. O xodó da coordenadora é Ringo, um macaco-aranha que mora no Orquidário de Santos desde 1977.

Até este domingo, dia 8 de junho, a entrada é de graça. O parque não abre às segundas-feiras. A partir de terça-feira, dia 12 de junho, a entrada custa R$ 1 e fica assim até o dia 1º de julho. A partir de 3 de julho, o ingresso vai custar R$ 5. Estudantes vão pagar meia-entrada. Crianças até 12 anos e adultos com mais de 60 não precisam pagar.

Curta Flores de Lulu no Facebook
Siga o @FloresdeLulu no Twitter
Mande críticas e sugestões para floresdelulu@gmail.com